Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

11.11.10

Sessão pipoca - Déjà Vu



Nenhuma verdade me machuca
Nenhum motivo me corrói
Até se eu ficar
Só na vontade, já não dói
Nenhuma doutrina me convence
Nenhuma resposta me satisfaz
Nem mesmo o tédio me surpreende mais

Mas eu sinto que eu tô viva
A cada banho de chuva
Que chega molhando o meu corpo

Nenhum sofrimento me comove
Nenhum programa me distrai
Eu ouvi promessas e isso não me atrai

E não há razão que me governe
Nenhuma lei pra me guiar
Eu tô exatamente aonde eu queria estar

Mas eu sinto que eu tô viva
A cada banho de chuva
Que chega molhando o meu corpo

A minha alma nem me lembro mais
Em que esquina se perdeu
Ou em que mundo se enfiou

Mas já faz algum tempo
Já faz algum tempo
Já faz algum tempo
Faz algum tempo

A minha alma nem me lembro mais
Em que esquina se perdeu
Ou em que mundo se enfiou

Mas eu não tenho pressa
Já não tenho pressa
Eu não tenho pressa
Não tenho pressa...


[Pitty]


^^

5 comentários:

Daniel Savio disse...

Tem um quem de lembrança da infância nesta música, pois não vai dizer que não gostava de brincar na chuva?

Fique com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.

Déia disse...

Adoro as músicas dela!

E num banho de chuva, sempre novidades acontecem.. boas ou más!! Não há meio termo! rs

bj

so sad disse...

o meu preferido da pitty é "me adora". amo!
rs
beijo!

! Marcelo Cândido ! disse...

Gosto desse clip
!!!

AC disse...

É um prazer navegar por aqui, num lugar onde a sensibilidade tem lugar cativo.
Para seguir com gosto.

Bj