Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

28.10.10

Amor pra Recomeçar


Eu te desejo não parar tão cedo
Pois toda idade tem prazer e medo

E com os que erram feio e bastante
Que você consiga ser tolerante
Quando você ficar triste
Que seja por um dia, e não o ano inteiro
E que você descubra que rir é bom,
mas que rir de tudo é desespero

Eu te desejo, muitos amigos
Mas que em um você possa confiar

E que tenha até inimigos
Pra você não deixar de duvidar
Quando você ficar triste
Que seja por um dia, e não o ano inteiro
E que você descubra que rir é bom,
mas que rir de tudo é desespero

Eu desejo que você ganhe dinheiro
Pois é preciso viver também
E que você diga a ele, pelo menos uma vez,
Quem é mesmo o dono de quem.

Desejo que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor pra recomeçar


[Barão Vermelho]


^^

3 comentários:

Daniel Savio disse...

E desejo nos guia...

As vezes do coração, as vezes carnais, mas acaba nos guiando.

Fique com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.

Jefferson Kroutz [L.r.y.s.a.] disse...

Lindo post.

www.jeefkroutz.blogspot.com/ vai lá? Hoje en Histórias de Ônibus, "O valor de uma vida".

Geane Luciana disse...

Perfeitoo post, te desjo tudo em dobro.
bju