Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

16.6.10


Há várias maneiras de começar o dia
quando acordo fumo um cigarro

Coso silêncios à pele
num quarto inteiro de palavras vazias
que se repetem como rituais

Durante semanas ensaiei regressos
apesar das paredes vazias
não deixo de fingir que não estou só...

[Maria Sousa]


^^

3 comentários:

Insana disse...

A solidão é a pior das dores e tem a mais dificil cura.

bjs
Insana

João Vicente Teixeira Lacerda disse...

Gostei demais do seu blog. Parabéns.

Luna Sanchez disse...

Também não vejo vantagem em fazer de conta, não.

Beijo, Danni!

ℓυηα