Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

1.4.09

Um último adeus...

Vovó, a senhora que foi duas vezes mãe...
duas vezes carinho...
duas vezes amor...
duas vezes compreensão...
o que mamãe fez por mim, você fez por ela também..
A senhora que foi exemplo de paz, de amor e de afeto...

Em seus lábios encontrei sempre...
Palavras de alívio para todos os sofrimentos.
E é reconfortante saber que a terei sempre presente no meu coração...

Obrigada por tudo!
Conselhos, exemplo de vida a copiar. Colo. O sorriso em seu semblante. Sinceridade. Proteção.

Em minhas lembranças estarão presentes todos os momentos de ternura, a sua necessidade de UNIÃO... De ver a família reunida... Obrigada pelos seus 87 anos de vida. Obrigada pelos elogios e incentivos. Obrigada por permitir todos os beijos e abraços apertados que eu pude te dar nessa vida.

"A senhora sempre nos ensinou Vovó...
A sermos sinceros nos sentimentos...
A não passarmos pela vida deixando apenas pó...
A não cultivarmos ressentimentos...
Ao mal que nos fizerem perdoar...
E sempre... Em todos os sentidos...
Ao ser humano amar.

AH! E jamais esqueceremos...
O teu maior ensinamento:
Que na vida tudo conseguiremos...
Se deixarmos ALGUÉM nela entrar...
Pois se DEUS conosco estiver...
Vai sempre nos ajudar...
E que por menos fé que tivermos...
Jamais devemos deixar de ORAR."


Vózinha linda que eu sempre amarei. Todo sofrimento passou.
Sinto e sentirei muito a sua falta...
Mas, o que mais me conforta é a certeza de que estás nos braços do Senhor.

Te amo!


^^