Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

7.12.08

Por favor, Não me Idealize!!

Por favor, não me idealize!
Assim você está fadado ao deslize
Verdade seja dita
Nada mais me irrita
Do que essa estupidez.

É melhor você ter certeza
Tô longe de ser a Madre Tereza
Não pise no meu calo
Ou viro bicho e falo o que não quer ouvir.

Admito, eu vivo maquiada
Minha vida é mesmo tão sofisticada
Saiba, esse glamour não dura o tempo inteiro
Eu também preciso ir ao banheiro.

A princesa também sente, chora, sofre,
Sonha e ouve não
Eu prefiro a verdade a essa discutível perfeição.
A princesa também briga, encrenca, berra e fala palavrão
Me recuso a buscar essa discutível perfeição.

Já tá mais do que comprovado
Mentira um dia escorre pelo ralo
Taxada de mimada,
Rapunzel aprisionada
Eu nem vou ligar.

Mas vê se pelo menos
Mude o texto
Ou tá arriscando o seu emprego
Pense grande, o seu destino é bem maior
Tenha fé
Do que ficar caçando alguém pra pegar no pé.


^^

2 comentários:

Dąnnι disse...

Munique, nada pessoal!
Garanto - infelizmente!!! Rsrsrs...

Dąnnι

Muทıquє disse...

Dani!!!!
Vc é fogo! No bom sentido, claro! Huahuahua...

Bjs!
Munique.