Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

5.6.11

Diálogo em alguns Atos - As coisas são como são...


Porque você está aí parado?


-Como sabe que sou eu que estou aqui?


-Posso sentir seu cheiro.


-Sim. Como um campo de rosas... Você precisa saber que o mundo é feio. As pessoas mentem, matam, e sentem fome.


-Por que está me dizendo isso?


- Porque o mundo não é tão feio como pensa. Vai ficar tudo claro. Antes, tudo que você via era desbotado, cinzento. O que sei, é que você não via o que os outros viam...


- E agora? As coisas serão bonitas?


- As coisas serão como são, pelo que são.


-Sei.



-Olha pra mim. Como estou?


- Parece triste.






^^


Nenhum comentário: