Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

17.2.11

Tarde Triste


Tarde triste me recorda
Outros tempos
Que saudade
Que saudade

Vivi só
Num turbilhão de pensamentos
De saudade
De saudade

Por onde andará quem amei
Será que também vive assim
Sofrendo como só eu sei
Pensando um pouquinho em mim

Tarde triste
Noite vem
Já esta descendo
E eu sozinha, sofrendo...


[Composição: Nana Caymmi]


^^

2 comentários:

Daniel Savio disse...

Quem vive não tem como escapar dela...

Fique com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.

Talita disse...

Boa noite...

tem um selinho para você no meu blog, passa lá para pegar seu presente.

Bjs, Tata
tatapalavrasaovento.blogspot.com