Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

15.1.11

A Traição


Quando do cavalo de tróia saiu outro
cavalo de tróia e deste um outro
e destoutro um quarto cavalinho de
tróia tu pensaste que da barriguinha
do último já nada podia sair
e que tudo aquilo era como uma parábola
que algum brejeiro estivesse a contar-te
pois foi quando pegaste nessa espécie
de gato de tróia que do cavalo maior
saiu armada até aos dentes de formidável amor
a guerreira a que já trazia dentro em si
os quatro cavalões do vosso apocalipse.



[Alexandre O'Neill (1924-1986) - Poesias Completas]



^^

Um comentário:

Ronaldo César disse...

Olá, eu tenho um blog e curti o seu. Se você pudesse me ajudar e me seguir e me indicar, eu serei grato. Eu sou novo nisso de blog mas por favor, me de uma força. Meu blog é de humor, romance e envolve muitas coisas - www.arenavicio.blogspot.com ! obrigado e deus abençoe você! Meu twitter @ronaldocvm !