Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

21.7.10

FIM DA INFÂNCIA?


Era de manhã
E eu me encontrei lamentando
Por uma infância
Que eu achei que tinha desaparecido.
Eu olhei pela janela
Eu vi uma pega* em um arco-íris
A chuva tinha acabado
Não estou sozinho, eu me virei para o espelho, e vi...
Você, a criança que uma vez amou.

A criança antes de terem partido seu coração
Nosso coração
O coração que eu acreditava que estava perdido
Ei, ficou surpreso? Mais que surpreso
Para encontrar as respostas para as questões
Estavam sempre em seus próprios olhos

Você percebe
Que você poderia ter voltado para ela?
Mas isso apenas seria retraçar
Todos os problemas que você já conheceu
Tão irreais
Por ela ter que continuar com sua vida
E você tem que continuar com a sua

Então eu vejo que sou eu
Eu posso fazer qualquer coisa
E ainda a criança
Pois a única coisa deslocada era direção
E eu encontrei direção
Não há fim da infância
Você é meu amigo de infância, me guie adiante

Ei, você, você sobreviveu
Agora você chegou para ser renascido
Na sombra da pega *

Agora você percebe
Que você tem que sair daqui
Você encontrou a luz guia do destino
Queimando nas cinzas da sua memória
Você quer mudar o mundo?
Você resignou-se em morrer um rebelde partido
Mas você estava olhando para trás
Agora você encontrou a luz.

Você, a criança que uma vez amou
Então eu vejo que sou eu
Eu posso fazer qualquer coisa
E ainda a criança
Pois a única coisa deslocada era direção
E eu encontrei direção
Não há fim da infância
Você é meu amigo de infância, me guie adiante...

*Pega = Ave que imita a voz humana.


[Marillion]

^^

4 comentários:

Geane Luciana disse...

Nunca perdemos a essencia da nossa infancia...somos eternas crianças, e com crianças também se aprende coisas que nem imaginamos.

bjus
estarei sempre por aki.

! Marcelo Cândido ! disse...

Adorei a foto e a passagem de nossa vida que nos mostra que éramos felizes e não sabíamos volta a qualquer momento
!!!!

Bjo
.

Eraldo Paulino disse...

Minha infância foi tão feliz que tudo o que remete à uma reflexão sobre ela me apetece. Ainda mais quando são coisas lindas como esta aqui

Bjs, querida Danni. To com saudades do Céu e das postagens super lúcidas dos domingos!

Daniel Savio disse...

As vezes temos des crescer, mas não exatamente abandonar a nossa parte infantil...

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.