Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

11.12.09

Ele


Talvez nunca tenha entendido a minha maneira
de amar ou talvez nunca
tenha tido uma maneira de amar ou uma única
maneira de amar – talvez nunca
tenha sabido o amor de uma maneira – a forma
e a proporção a geometria – mas estou certo que amei
sempre tarde demais ou num cedo incerto de
tanta impossibilidade de me encontrar amando
seja o que for
o amor.

[Frederico Mira George]
^^

6 comentários:

Mariah disse...

já amei de várias formas...erradas normalmente!
todas de forma INCONDICIONAL!

Nara disse...

Ô Danni!

Sabe que eu sempre me permiti amar? Mesmo sabendo que eu ia me f***** lá na frente. O amor é bom, não dói...

Beijo

Marcelo Mayer disse...

quando as pessoas fazem do amor uma matemática, sempre dá algo errado

Luna Sanchez disse...

Por isso que não idealizo. Sou mais feliz assim.

Beijo, Dannizinha.

ℓυηα

Déia disse...

uau!

Lindoooo demais...

E fico com caetano : Qualquer maneira de amor vale a pena! Qualquer maneira de amor valerá!!

bjs

Daniel Savio disse...

Amar tão complicado, mas tão bom de faze-lo...

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.