Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

12.9.09

*Água água


Menina sublunar, afogada,
que voz de prata te embala
toda desfolhada?

Tendo como um só adorno
o anel de seus vestidos,
ela própria é quem se encanta
numa canção de acalanto
presa ainda na garganta

[Olga Savary]

^^

2 comentários:

Luna Sanchez disse...

Água é o que existe de mais fecundo e devastador no mundo, né? Gera a vida e pode destruí-la sem esforço.

* Danni, o post atual do Fases dedico a ti, ao teu blog que gosto tanto, sempre tão intenso, que foi onde li uma poesia de Flora Figueiredo, me encantei, e passei a conhecer sua obra :

http://asmuitasfasesdaluna.blogspot.com/2009/09/fase-de-desencontros-quarto-minguante.html

Beijo, amiga.

ℓυηα

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Luninha, nem me fale... tem coisa melhor do que dá um mergulho no mar e se acabar naquelas águas infinitas???
É impressionante, de como os problemas se tornam tão pequenos diante de tamanha imensidão.
É tão simples, é só fechar os olhos e sentir o som, o vento, a energia, a paz... ai,ai,... tão bom!

Nossaaaa!
Acabei de vir de lá, do “fases de Luna”
Que lindo querida, amei a sua dedicação... Ficou lindo!!!
Obrigada mesmo pelo mimo! Adorei!

Bjs! Bom final de semana!
Danni


=)