Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

2.8.09




Vi por momentos, num plano desfocado,
a respiração condensada pelo frio
tão frágil como cada gesto que me passa em frente dos olhos

Entre a pausa e o imprevisto
por vezes não passa de um cigarro esquecido no cinzeiro
nas horas em que as mãos insistem em ter frio

Fotografia perfeita dos restos de um domingo
que se parte em recortes de tédio...


[eue]

^^

2 comentários:

Blue disse...

Serão apenas lembranças, de um final de domingo? Milagres estão acontecendo........ a todo instante!
Beijos

Luna Sanchez disse...

Nossa, para mim os domingos têm cara de melancolia, devidamente espalhada pelas 24 horas...=\

Beijos, Danni.

ℓυηα