Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

7.7.09

[?]


"Tu corres a meu lado
na direcção contrária.
Qual de nós irá chegar
primeiro à solidão?"


[José Miguel Silva]

^^

Um comentário:

Luna Sanchez disse...

Depende da determinação, creio eu.

* Lá na casa do Freud, achei muitos bichos lindos, Danny! Estou até pensando em adotar um, mas fico indecisa entre a tartaruga, o porquinho e o peixe dourado. Rs

Beijos,

ℓυηα