Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

6.4.09

Across The Universe

"Palavras flutuam como uma chuva sem fim dentro de um copo de papel. Elas se mexem selvagemente enquanto deslizam pelo universo. Um monte de mágoas, um punhado de alegrias estão passando por minha mente me possuindo e acariciando. Imagens de luzes quebradas que dançam na minha frente como milhões de olhos. Eles me chamam para ir pelo universo. Pensamentos se movem como um vento incansável dentro de uma caixa de correio. Elas tropeçam cegamente enquanto fazem seu caminho pelo universo. Sons de risos, sombras de amor estão tocando meus ouvidosa bertos. Me excitando e convidando. Um amor incondicional sem limites que brilha em minha volta como milhões de sóis. E me chamam para ir pelo universo."
[Composição: Lennon / McCartney]


^^

Nenhum comentário: