Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

31.1.09

Delícia!


Pele fresca.
Cabelo molhado.
O Sol entrando pela janela.
Música consoante
O estado de espírito.
O cheiro do ópio soltando-se suavemente.
Nenhum pensamento.
E ficar assim, para sempre, indefinidamente...

^^

3 comentários:

Tecnenfermaginando disse...

ai que delícia!

Rosa Branca disse...

Ele de facto é ar em movimento...


Mas "nenhumpensamento, e ficar assim para sempre, indefinidamente" é mesmo o que se quer

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Rosa Branca, ele de fato é muito gostoso! rsrsrs