Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

5.12.08

Dicas de Livro: O Carrasco do Amor

Podem chamá-lo de Dr. Best-seller. Solidão, desprezo, obsessões amorosas, depressão... O novo livro do autor best-seller Irvin Yalom traz a história de dez pacientes que procuraram soluções para seus problemas cotidianos, buscaram terapia e que se depararam com as raízes das próprias dores da maneira mais crua. Um livro imperdível, que mostra como é possível enfrentar as verdades da existência e aproveitar tal poder para mudar e crescer em nível pessoal.


Irvin D. Yalom se tornou conhecido mundialmente após o estrondoso sucesso de vendas de Quando Nietzsche chorou em 2003, muito tempo permanente nas listas dos mais vendidos. Depois, foram lançadas no Brasil mais duas obras do autor de grande expressão, A Cura de Schopenhauer (2005) e Mentiras do Divã (2006). Em 2007, foi o lançamento de O Carrasco do Amor, também pela Ediouro.
O autor desde começo de sua formação psiquiatra se sentia fascinado com as histórias contadas pelos seus pacientes, por isso resolveu escrever suas experiências em estudos científicos e em obras de ficção. Assim nasceu O Carrasco do Amor, um livro de histórias sobre a psicoterapia. São dez contos que falam sobre solidão, desprezo, obsessões amorosas e depressão. Casos como: Uma mulher de 70 anos apaixonada por seu terapeuta e um doente em estágio terminal obcecado por sexo. Para aqueles que procuram uma história fascinante tal qual em Quando Nietzsche Chorou frustram-se, pois a leitura não possui personagens carismáticos. Ao contrário dos livros anteriores, esta obra é mais voltada para quem tem interesse pela psicoterapia.
^^

Nenhum comentário: