Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

27.5.13

Daqui pra frente


Fechei os olhos e pedi um favor ao vento: Leve tudo que for desnecessário. Ando cansada de bagagens pesadas. Daqui para frente levo apenas o que couber no bolso e no coração.


 [Cora Coralina]


^^

Um comentário:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Siempre es bueno despojarnos de lo innecesario y sólo portar lo básico que son los sentimientos del Alma y el Corazón.
Muy buen Post.
Abraços.