Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

9.2.13

É carnaval!!!




Neste carnaval quero fazer diferente. Quero por lenha na fogueira, tirar o pé do chão, jogar o meu jogo, levantar poeira, num lugar reservado e estrategicamente calculado. Serei refém da fantasia. Confessa que gostou e vem brincar comigo, vem? 


♪ Eu quero é botar meu bloco na (s)ua

Brincar, botar pra gemer
Eu quero é botar meu bloco na (s)ua
Gingar pra dar e vender...♪♫


^^

Nenhum comentário: