Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

27.1.13

Sessão pipoca - Sexo Frágil - Tudo ou Nada




Boa noite, senhorita! Eu vim fazer a minha performance de arte seria conceitual sobre o simulado semântico do ego reprimido frente ao conceito de ideia como forma de não concepção estática do mundo.

(Senhorita)
-Meninas, o cara do stritease chegou!

Edu explicando pro Beto, Alex e Fred sobre a profissão dele, que no caso era Stripper.

- Saiba que a minha profissão é ser... e um homem nunca cessa de ser de exercer-se. Embora eu odeie rótulos eu devo dizer que o que eu faço é arte pela arte do ponto de vista plástico conceitual. Significa que eu busco transmitir um conceito artístico que brota de dentro de mim.


^^

Nenhum comentário: