Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

24.11.12

A Graça de cada Instante

 
 
Abençoadas sejam as dádivas que vêm nos lembrar, com alívio, que há lugares de descanso para os nossos cansaços. Que há lugares de afrouxamento para os nossos apertos. Que dá pra mudar o foco. Que não é tão complicado assim saborear a graça possível que mora em cada instante.


[Ana Jácomo]



^^

3 comentários:

meus instantes e momentos disse...

queria ler algum dia um texto teu. queria sentir em prosa ou poesia, tua sensibilidade, tuas rimas, tuas sensações...
Maurizio.

! Marcelo Cândido ! disse...

A simplicidade dos pensamentos reluz sobre nós !

Pedro Luis López Pérez disse...

Vengo del blog de shuzy-inercia y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me gustaría ser Seguidor de tan bello Espacio, como es el Tuyo.
Un abrazo.