Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

18.7.12

Quand tu me prend dans tes bras...


Y siento
Algo en ti, algo entre los dos
Que me hace insistir
Cuando miro en tus pupilas sé que Dios no dejó de existir
Tu lo haces vivir
Tu lo haces vivir...


[Shakira]

^^

Um comentário:

Andre Martin disse...

Embora poesias e poemas não se traduzem, se sentem
Embora a beleza deles seja intraduzivel
Ouso a tentar traduzir,
para quem não lê nem francês nem espanhol:

"Tchau
Quando você me tem em teus braços,
quando eu olho nos teus olhos
eu vejo que um deus existe
e (isto) não é difícil de acreditar"

"E sinto algo em ti,
algo entre os dois
que me faz insistir
quando olho no fundo dos teus olhos
sei que Deus não deixou de existir:
tu O fazes viver"