Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

15.2.12

Nada Vai Mudar Isto


Nada vai mudar minha cama grudada em mim
Nem meu rosto inchado de mágoa
O sol se escondeu lá fora atrás de uma nuvem de água
Nas paredes nossa história
E no teto a minha tela de cinema
Nela eu ainda vejo nossa esgrima de língua
Nossos lares, nossa antena
Meu amor se expulsou de mim
Cansou dos meus vícios
E mesmo que amanhã ele volte com outro feitiço
Hoje meu amor partiu e nada vai mudar isto

[Cássia Eller]


^^

Nenhum comentário: