Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

24.7.11

Em cada palavra pulsa um coração.




Escrever é tal procura de íntima veracidade de vida.
Vida que me perturba e deixa o meu próprio coração trêmulo, sofrendo a incalculável dor que parece ser necessária ao meu amadurecimento
—amadurecimento?




Até agora vivi sem ele!"


[Clarice Lispector]


^^

Um comentário:

Luna Sanchez disse...

É meu sonho de consumo!

Um beijo, Dannizinha.

;)