Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

13.6.11

Primeira Imagem



Numa tarde de sol,
dispôs-se no bordado e a bordar.
É que a luz da varanda era tão forte
que os olhos se detinham,
implodindo.
“Um sonho”, desejara.
E alguém, sorrindo,
Lentamente afastou-se,
monte acima.



[ANA LUÍSA AMARAL, Imagens, Campo das Letras, 2000: 11]


^^

2 comentários:

Franzé Oliveira disse...

"Saiba como ser livre
Todo momento da vida"

Beijossssssss

Nos Amando... disse...

levanta
sorria
e com certeza
terá seu sorriso
apenas seu
e quem sabe ele não vai embora
linda semana