Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

7.4.11

Sessão pipoca - Lithium




Lítio - não quero me trancar por dentro
Lítio - não quero esquecer como é sentir saudades
Lítio - quero permanecer apaixonado pela minha tristeza
Oh, meu Deus, eu quero deixá-lo ir

Venha para a cama, não me faça dormir sozinha
Não poderia esconder o vazio que você deixou à mostra
Nunca quis que fosse tão frio
Apenas não bebeu o suficiente, para dizer que me ama

Não consigo me segurar,
Pergunto-me o que há de errado comigo?

Lítio - não quero me trancar por dentro
Lítio - não quero esquecer de como é sentir sem
Lítio - quero permanecer apaixonado pela minha tristeza

Não quero deixar isso me abater desta vez
Afogar minha vontade de voar
Aqui na escuridão eu me conheço
Não posso me libertar até que deixe ir, deixem-me ir

Querido, eu perdoo você depois de tudo
Qualquer coisa é melhor do que ficar sozinha
E no final eu acho que eu tinha que cair
Sempre encontro o meu lugar entre as cinzas
Não consigo me segurar

Pergunto-me o que há de errado comigo?


[Composição:Amy Lee]


^^

Nenhum comentário: