Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

3.4.11

A Fonte Secou

Eu não sou água pra me tratares assim só na hora da sede é que procuras por mim a fonte secou quero dizer que entre nós tudo acabou teu egoísmo me libertou não deves mais me procurar a fonte do meu amor secou mas os teus olhos nunca mais hão de secar. [Composição:Monsueto Menezes, Tufic Lauar e Marcléo] ^^

Um comentário:

Daniel Savio disse...

Mas mesmo que não seja água, ainda é fonte de vida...

Fique com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.