Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

31.3.11

Chegas de novo a casa




e guardas do tempo a fuga
marcas outra vez dias
para abrir feridas

como se viesse dos pássaros a acusação
de não saberes medir esquecimentos

respiras até à dor para não sentir mais nada.


[Maria Sousa]

^^

2 comentários:

Luna Sanchez disse...

Sempre lembro daquele trecho da canção do Ivan Lins..."se existe um pouco de prazer em sofrer..."

Beijo, Danni!

Daniel Savio disse...

Um momento pode mudar tudo, mas este momento nunca pode nos impedir de viver e amar...

Fique com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.