Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

27.2.11

Pequenas Coisas


Falar do trigo e não dizer
o joio. Percorrer
em voo raso os campos
sem pousar
os pés no chão. Abrir
um fruto e sentir
no ar o cheiro
a alfazema. Pequenas coisas,
dirás,
que nada
significam perante
esta outra, maior: dizer
o indizível.
Ou esta:
entrar sem bússola
na floresta e não perder
o rumo.
Ou essa outra, maior
que todas e cujo
nome por precaução
omites. Que é preciso,
às vezes,
não acordar o silêncio.


[Albano Martins -Escrito a vermelho]



^^

2 comentários:

Erika Santos ♥ disse...

tem um selinho pra vç no meu blog, é só procurar na pagina de selos ta.
não esqueçe de ir lá buscar.
espero que goste.

um bjãOOO

Daniel Savio disse...

Bonito, mas coisas pequenas são muitas vezes o essêncial para tudo funcionar (como os sais minerais em nossos corpos, que servem para regular as funções biologicas; é, num momento nerd chato)...

Fique com Deus, menina xará Daniele.
Um abraço.