Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

5.2.11

Hoje




Hoje és todas as coisas que deixaste para trás – uma casa abandonada de janelas estripadas – és todas as coisas que me prometeste e esqueceste.


[Alice Turvo]


^^

2 comentários:

Daniel Savio disse...

Uma casa vazia de sonhos...

Fique com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.

SrtA. L. disse...

Lindo demais...
Desculpe meu sumiço...estava em férias...
Beijo carinhoso,
;P