Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

24.1.11

Comigo, a ver!


Ah estou vendo que a vida não é curta,
mas incomensuravelmente longa:
daqui em diante eu piso o mundo casto,
temperado, madrugador, crescente firme,
cada hora sêmen de séculos
e mais séculos.



Eu tenho de acompanhar
essas contínuas lições da terra, da água e do ar:
sinto que não tenho tempo a perder.


[Walt Whitman - Folhas das folhas de relva]


^^

2 comentários:

disse...

LINDO!

Daniel Savio disse...

A vida nunca é curta, a nossa vida sim...

Fique com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.