Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

1.12.10

A chave do meu coração...


Se o mundo é mesmo parecido com o que vejo.
prefiro acreditar no mundo do meu jeito.
E você estava esperando voar
Mas como chegar até as nuvens com os pés no chão?

O que sinto muitas vezes faz sentido
E outras vezes não descubro o motivo
Que me explica porque é que não consigo ver sentido

No que sinto, no que procuro e desejo que faz parte do meu mundo.

O arco-íris tem sete cores
E fui juiz supremo
Vai, vem embora, volta...
Todos têm, todos têm suas próprias razões.

Qual foi a semente que você plantou?
Tudo acontece ao mesmo tempo
Nem eu mesmo sei direito o que está acontecendo
E daí, de hoje em diante, todo dia vai ser o dia mais importante

Se você quiser alguém pra ser só seu
É só não se esquecer eu estarei aqui.


Ou então não terás jamais a chave do meu coração. ( ♥ )


[Legião Urbana]

^^

3 comentários:

Valquíria Oliveira Calado disse...

Muito lindo, deixemos os sonhos voarem mas tenhamos sempre os pés no chão,bjos.

Déia disse...

Amooo essa música...

Saudade de vc!

bj

Luna Sanchez disse...

Delícia de lembrança, amo Renato pra sempre, flor! =)

Beijo, beijo.

ℓυηα