Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

24.11.10

Memórias de uma boneca de Cristal




Não passo o sinal vermelho
Não ando de pés descalços
Não ponho o dedo na tomada
Não dou gargalhadas

Não durmo sem baby doll
Não deito depois das 10
Não faço mal criações
Não falo de futebol
Não faço canções

Eu fecho as pernas pra sentar
Eu cuido pra roupa não sujar
Eu tomo o remédio na hora certa
Eu escolho as palavras pra falar
Eu saio na rua à procura de um lugar
Eu espero, eu espero...

Eu espero um dia me encontrar
Eu espero um dia
Eu espero um
Eu espero
Eu

[Luka]

^^

2 comentários:

Valquíria Oliveira Calado disse...

Menina bem comportada, esperando sua vez, lindinho, beijos.

Daniel Savio disse...

Mas assim fica dificil até de se achar como viva...

Fiquem com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.