Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

27.11.10

Como As Espigas


Finalmente (embora
saibas que não há
nem fim nem princípio):
deves dizer ainda
que há uma rosa de espuma
no teu peito e que
o seu perfume
não se esgota.
E que lá
também existe
uma fonte onde bebem
as flores silvestres
. Mas não
humildes, como ias
chamar-Ihes: altas
como as espigas
do vento, que no vento
se esquecem e que no vento
amadurecem.

[Albano Martins - in Escrito a Vermelho]
^^

Um comentário:

Daniel Savio disse...

Bonito, mas amor assume várias formas...

E xará quem disse que a série não vai tratar dos homens?

Por coincidência, os homens serão tratados nos próximo capitulo da série "Afinal, o que querem as mulheres?", é sério.

Hua, kkk, ha, ha, acho que a gente brigue tanto (homens e mulheres) por não ajustar o objetivo do namoro / amor.

Fiquem com Deus, menina xará Danielle.
Um abraço.