Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

11.10.10

Garotos


(...)

Seus dentes e seus sorrisos
Mastigam meu corpo e juízo
Devoram os meus sentidos
Eu já não me importo comigo

E então são mãos e braços
Beijos e abraços
Pele, barriga e seus laços

São armadilhas e eu não sei o que faço
Aqui de palhaço, seguindo os seus passos...

[Leonni]

^^

Um comentário:

Daniel Savio disse...

Mas quem amam se importa sim, nem que seja de estar junto a quem se ama...

Fique com Deus, menina xará Danille.
Um abraço.