Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

9.8.10

Um dia


Um dia voltarei à morada das papoilas
colher os versos vermelhos
que semeei na seara.

Um dia o vento estará maduro.


[Albano Martins]



^^

4 comentários:

! Marcelo Cândido ! disse...

Versos vermelhos
Cabelos vermelhos
Um show
!!!

Daniel Savio disse...

Então faça este dia chegar =P

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.

Insana disse...

ate o vento ficar maduro entre na brisa e vá seguindo em frente. o que não pode é ficar parado.

bjs
Insana

JB disse...

Lindíssima "leitura" da foto!

Beijinho