Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

6.8.10


No interior do dia
com uma vontade de mexer os dedos
criar paisagens com as mesmas palavras

Em pequenos pedaços pelas mãos acima
remendar a pele com frases em sequências de fuga

Ontem e hoje são definições imóveis
num Inverno sem folhas
prendem a luz quando
ainda falta uma hora para o fim da tarde

[Maria Sousa]


^^

3 comentários:

Kleber - Simplesmente Ser disse...

Faz tempo que nao visito seu lindo espaço, sempre um prazer para os olhos e a mente visitar seu cantinho.

bjs

A.S. disse...

Ler-te é um doce fascinio!!!

BeijOOO
AL

Daniel Savio disse...

Mas cada tempo acaba sendo importante, mesmo que inicialmente nos traga dor...

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.