Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

29.7.10


Adormeço
E encontro teus olhos

Naquele mesmo lugar dos sonhos
Que minha memória inventou

Estendo minha mão
E toco tua sombra
Com as pontas dos dedos

Dançamos a música inaudível
Como nas fotografias
Amanheço
E afago teu corpo ausente.

[Eliana Teixeira]


^^

3 comentários:

Daniel Savio disse...

Realmente há saudades quando se ama...

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.

Ju Fuzetto disse...

Lindo teu espaço!!

parabéns flor adorei!!!

beijos

Insana disse...

O afago te faz presente..

bjs
Insana