Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

20.6.10


Primeiro a tua língua molha o meu
coração, num vagar de fera. Estendo
aurículas e ventrículos sobre a mesa, entre
os copos, que desaparecem. Não há mais
ninguém no bar cheio de gente. Abres-me agora os
pulmões, um para cada lado, e sopras. Respiras-
-me. O laser das tuas palavras rasga-me o lobo
frontal do cérebro. A tua boca abre-se e fecha-se,
fecha-se e abre-se, avançando
por dentro da minha cabeça. As minhas cidades
ruem como rios, correndo para o fundo dos teus olhos.
O tempos estilhaça-se no fogo
preso das nossas retinas. O empregado do bar
retira da mesa o nosso passado e arruma-o na vitrine,
ao lado dos exércitos de chumbo.
Entramos um no outro,
abrindo e fechando as pernas
das palavras, estremecendo no suor dos
olhos abraçados, fazendo sexo
com a lava incandescente dessa revolução
imprevista a que damos o nome de amor.

[Inês Pedrosa, in Egoísta, nº 32]


^^

5 comentários:

█► JOTA ENE ◄█ disse...

ººº
Ai... como é que a língua molha o coração?


Bjosss daqui

Athila Goyaz disse...

O amor é isso mesmo , essa confusão que acaba em uma explosão de sentimentos... ( sem querer citar Luan Santana rsrs)

bjus!

Insana disse...

aiaia se fosse facil não seria tão gostoso..

Bjs
Insana

Sônia Silvino disse...

Boa noite, meu coração!
Vim matar as saudades e ver as novidades por aqui.
"Meu amigo virtual

Meu amigo virtual é diferente...
Ele não olha nos meus olhos,
Ele vê meu coração...

Meu amigo virtual é diferente...
Ele não percebe as minhas lágrimas
Percebe o momento de me confortar

Meu amigo virtual é diferente...
Ele não sorrí, ele me faz sorrir...

Meu amigo virtual...
Você não sabe...
Mas te procuro todas as noites .

Você não sabe...
Mas fico feliz quando você vem...
Olho para você, na expectativa de um sorriso...

Te espero assim como o sol espera pelo amanhecer...
Te espero assim como a Lua espera pela noite...
Certa que virá!

Não me importa se vens através de telas...

O que importa, é que venhas...
Não sei porque te escolhí como amigo...

Suas letrinhas são iguais às de todos os outros,
Apenas suas palavras são firmes...

Você consegue me fazer acreditar.
Talvez você não saiba, mas quando me falas...
Quando brincas comigo..
Quando me escutas...
Quando me amas...

Exerce a nobre tarefa de um amigo REAL.
Assim... Cativa-me...

Escuto teu sorriso através do sons do teclado.
Ouço teu coração através do meu coração,
Sinto tua alegria através da minha alegria...

Nunca deixes de vir...
Só conhecemos a importância dos verdadeiros amigos,
Quando começamos a perceber sua ausência,
Quando chamamos por todos,
E somente ele vem...

(Fátima M. de Mendonça)

Que a tua semana seja excelente!!!
Bjkas, muitas!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas & um só coração!

Daniel Savio disse...

Um pouco erotico o post de hoje, mas o amor deveria ser algo assim, nos deixando nus perante aos alhos ao amado...

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.