Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

29.6.10

Do lado esquerdo


Vem sempre
do lado esquerdo.
As dores, mesmo
quando são fingidas, nunca
cicatrizam e é
do lado esquerdo
que se fixam. Delas
se poderá dizer
que são sinistras. Assim
a mão que só
para suprir carências
se obriga às vezes
a escrever, assim
os presságios
dos áugures se
para norte olhavam. E as dores,
repito,
sobretudo aquelas
cujo nome não sabes
ou por cautela omites.

[Albano Martins]


^^

2 comentários:

Jacky Simionato disse...

Oi flor, tudo bem?
vim te visitar, me visita tbm?
Muito interessante seu post.
linda, já estou te seguindo.

www.jackysimionato.blogspot.com

beejo beejo":"

Daniel Savio disse...

Sabe o que é engraçado, que quando a dor é tão forte no coração, não necessáriamente você a sente no coração...

É, aprendi isto ao ouvir de um médico (ao dizer que sou cardiaco).

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.