Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

21.5.10

Simples desejo


Que tal abrir a porta do dia, dia
Entrar sem pedir licença
Sem parar pra pensar,
Pensar em nada…

Legal ficar sorrindo à toa, toa
Sorrir pra qualquer pessoa
Andar sem rumo na rua

Pra viver e pra ver
Não é preciso muito
Atenção, a lição
Está em cada gesto
Tá no mar, tá no ar
No brilho dos seus olhos
Eu não quero tudo de uma vez
Eu só tenho um simples desejo

Hoje eu só quero que o dia termine bem
Hoje eu só quero que o dia termine muito bem...

[Composição: Daniel Carlomagno e Jair Oliveira]

^^

2 comentários:

Daniel Savio disse...

Só que este é bom caminho para que tudo se junte para ter uma vida feliz...

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.

Luna Sanchez disse...

Ah, eu quero mais uma porção de coisas, estou exigente, hoje, mais do que o meu normal. ;)

Beijo, ótimo fds!

ℓυηα