Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

2.5.10

A Mulher Maravilha do Século XXI


Se fosse pra escolher um super-herói de desenhos animados, eu seria a Mulher Maravilha. Esta escolha não é pelo motivo dela ser a princesa de Themyscira (às vezes chamada de Ilha Paraíso), filha da rainha das amazonas, Hipólita. Nem por ela ter a força física sobre-humana (capaz de rivalizar com seres poderosos como Superman), grande velocidade e agilidade e grande resistência física. Uma a força de Herácles, a sabedoria de Atena, a beleza de Afrodite e a velocidade de Hermes. Muito menos por ela ter sido treinada em todas as habilidades de luta armada e desarmada da antiga Grécia. Falar as línguas Themysciriana, Grego moderno e antigo, Inglês, Português, Espanhol, Francês, Mandarin Chinês, Russo e Hindi. Nem pelo fato dela ter se tornado integrante da Liga da Justiça, assim como Superman e Batman. Afinal de contas, trabalhar ao lado desses caras, não é pra qualquer uma, né?

Então, eu não ia revelar, mas minha língua tá coçando dentro da boca...rsrs. A Mulher Maravilha e o Superman juntaram os trapinhos, as escovas de dentes, seus poderes e outras cositas más... Pronto, falei.
Vale lembrar que antes dela escolher o Superman pra ser seu maridão, ela já havia dado uns pegas no Batman, num momento de carência, há um tempo atrás. Ou seja, está tudo em casa. Mas esse, ainda, não é o motivo da minha escolha por essa grande heroína.

Como será que ela conseguiu laçar o Superman?
Eu explico: A Mulher-Maravilha, além dos poderes, recebeu dos deuses uns presentes que ajudam a aumentar suas habilidades: dois braceletes indestrutíveis, que usa para desviar projéteis e raios, uma tiara que pode ser usada como bumerangue e um laço mágico inquebrável que faz com que as pessoas tocadas digam a verdade. Este laço (às vezes apelidado de laço da verdade) é um símbolo da verdade em nosso mundo, cabendo a Mulher-Maravilha, portanto, o papel de guardiã da verdade. À princípio, essa era a função do laço mágico, mas ela se cansou de usá-lo para essa finalidade. Até porque, dá muito trabalho arrancar a verdade das pessoas, né?! As pessoas, transpiram mentiras, respiram mentiras, só falam mentiras o tempo todo...
Ela preferiu usar o seu laço em benefício próprio e laçou o seu amor, literalmente.

Eis o grande motivo da minha escolha por essa heroína: A Mulher Maravilha abriu mão de seus super poderes, principalmente, o laço da verdade, pelos simples fato de que, os seres humanos se acostumaram com a mentira, e preferiram não saber da verdade. Se conformaram com mentiras sinceras, pois elas, muitas vezes são mais convenientes e agradáveis aos ouvidos. Sobretudo, este ano, que é ano de eleição, as mentiras são até comercializadas por R$50.00 ou R$100.00, na boca de urna. E se gritasse: 'Tem mentiroso, entrega de propina em cuecas e meias e promessas falsas, aí?' - Não restaria um, na Capital do Brasil, e em todo local que envolva política – 'meu irmão.'

A Mulher Maravilha teve dois filhos com o Superman, está grávida do terceiro e vive feliz, obrigada.
Por hoje, era tudo que eu queria: ser a Mulher Maravilha do Século XXI.


Danni^^

Um comentário:

Daniel Savio disse...

Já vi de lá...

Hua, kkk, ha, ha, se cuida menina =P

E melhoras.

Fique com Deus, menina Danni.
Um abraço.