Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

12.4.10

Estradas

São outras as paisagens quando alguém
as vê pelas janelas do seu próprio coração ou quando
com esse coração
a própria estrada está comprometida.

[Luís Miguel Nava]

^^

3 comentários:

Marcelo Mayer disse...

the long and widding road

Daniel Savio disse...

Só as vaigens que há comprometimento que valem a pena serem vividas...

Fique com Deus, menina xará Dani.
Um abraço.

Nara disse...

[comentário sem noção] Florzinha, pra esse moço da foto eu dou carona a qualquer hora [/comentário sem noção]