Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

23.1.10

Regresso


Sem mais nem menos
surgiu o passado,
corpo intranquilo
feito de sons semelhantes
aos rostos que amei,
universo donde me excluí,
mar desprovido de cais
na obliquidade dos contrastes.

Esta noite voltei à minha infância:
menina rosada de sonhos nos bolsos,
bailarina de corda na caixinha de som.

À infância regressa-se solitariamente,
subindo um rio sem margens,
até ao lugar em que a nascente
se confunde com o tempo
e o tempo se transforma em espanto.

Procuro, teimosamente,
o rasto da brisa
que me invade o corpo
e apenas sei que o sonho
é um risco inquietante,
quando a solidão tem rosto
e se conhece a posição das estrelas
no âmago das palavras.

Reinicio a infância
no esboço do poema
e circunscrevo o litoral
fragmentado do que sou.

Quem foi que descodificou
o céu no meu olhar
e me deixou na alma
um deus imaginado?

Quando o espaço do sonho é circular
como o tempo das cerejas,
ou da migração dos pássaros
que fendem o infinito,
inadiado é o rito da poesia.

Se eu fosse uma gaivota, dançaria
na proa dos veleiros
até à hipnose
de abraçar a maresia.

[Graça Pires]

^^

6 comentários:

Eraldo Paulino disse...

Hoje eu sonhei que estava voando e pensei que já tivesse acordado. Na verdade eu estou acordado, mas agora estou voando mesmo assim... pelos ares desses versos, pois "inadiado é o rito da poesia".

Muito lindo tudo isso!

ursinha disse...

É apaixonante suas palavras e a imagem. acho q a li e reli umas5 vezes, me prendeu aqui.
beijos de mel
ursinha

Daniel Savio disse...

Passado e presente muitas vezes se confundem, mas será por que deixarmos de ver o futuro na nossa frente?

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.

*Bela Poeta disse...

Que poema solto, cheio de graça. Volto com certeza!
Abraço,
Vanessa.

Sônia Silvino disse...

Danni!
Como é gostoso te visitar! Adoooro!
Bjkas e bom domingo!!!

Sonhadora disse...

que poema lindo...inspirado.
adorei.

Beijinhos
Sonhadora