Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

21.12.09


Se sentes que não existes,
que se extingue a tua voz quando é escutada,
que o teu corpo se apaga se ninguém o toca.

Se tu não existes,
a tua solidão muito menos.

[Brenda Ascoz]

^^

7 comentários:

Marcelo Mayer disse...

poetas se fazem do ódio

Menina Misteriosa disse...

Sensacional esta ideia!
E então abre-se espaço para procurar a presença, o sorriso!
Beijos

Luna Sanchez disse...

Verdade, Dannizinha : nada existe além de nós.

Beijo, flor.

ℓυηα

Luna Sanchez disse...

Verdade, Dannizinha : nada existe além de nós.

Beijo, flor.

ℓυηα

Nara disse...

Aiii, amei *-*

Se eu não existir, nada mais existe!

Daniel Savio disse...

Menina, nem sempre nos anular leva a nossa solidão com ela...

Fique com Deus, menina xara Danni.
Um abraço.

Vampira Dea disse...

Que alento!