Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

17.12.09

A morte Absoluta


Morrer.
Morrer de corpo e de alma.
Completamente.

Morrer sem deixar o triste despojo da carne,
A exangue máscara de cera,
Cercada de flores,
Que apodrecerão - felizes! - num dia,
Banhada de lágrimas
Nascidas menos da saudade do que do espanto da morte.

Morrer sem deixar porventura uma alma errante...
A caminho do céu?
Mas que céu pode satisfazer teu sonho de céu?


Morrer sem deixar um sulco, um risco, uma sombra,
A lembrança de uma sombra
Em nenhum coração, em nenhum pensamento,
Em nenhuma epiderme.

Morrer tão completamente
Que um dia ao lerem o teu nome num papel
Perguntem: "Quem foi?..."

Morrer mais completamente ainda,
- Sem deixar sequer esse nome.

[Manuel Bandeira]

^^

8 comentários:

Sil disse...

Hum...

Intrigante este poema..

Está tudo bem flor??

Bjos

Peixe disse...

COMO SE FAZ!?!...

Marcelo Mayer disse...

ficar de luto pelo amor próprio

A.S. disse...

Morrer é apenas trocar de caminho! Nome para quê? Nem sequer precisamos de recordações. A perfeição apenas existe após a morte!

Beijos...
AL

Luna Sanchez disse...

Por isso que a gente não deve economizar vida, né, flor?

Beijo, beijo.

ℓυηα

Déia disse...

Morrer, viver são palavras...

O difícil é tornar isso real...tem gente que ta viva, mas ja morreu e nem sabe, tem gente que morreu e permanece entre nós...

Dificil entender palavras e ações, seus significados e reais sentidos!

bj

Athila Goyaz disse...

nOSSA.. Que lindo!

mas não deixar vestígios axo q é ruim !

bjuxx

Daniel Savio disse...

Apesar de funebre a poesia, ela é bonita.

Mas sempre deixamos marcas na vida, sendo que cada tem de saber como quer quer ela fique (se como um bom legado, ou o contrario).

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.