Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

23.12.09


Há um corpo à tua espera
um corpo e um conjunto de signos
nas mãos espalmadas
a te oferecerem o riso,
as avencas na pele,
o perfume.

Há um corpo, um copo de vinho
ao pé da lareira,
no silêncio do lume.

[Silvia Chueire]
^^

3 comentários:

Marcelo Mayer disse...

sempre há um corpo a espera. nem que seja um sem contrato pacional

Luna Sanchez disse...

À espera da chegada...e como é angustiante esperar, né, lindona?

Beijos,

ℓυηα

Daniel Savio disse...

Menina, concordo com o Marcelo, pois as vezes acontece de um sexo casual...

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.