Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

10.12.09

Esconderijo


Procuro a solidão
Como o ar procura o chão
Como a chuva só desmancha
Pensamento sem razão
Procuro esconderijo
Encontro um novo abrigo
Como a arte do seu jeito
E tudo faz sentido
Calma pra contar nos dedos
Beijo pra ficar aqui
Teto para desabar
Você para construir...

[Composição: Ana cañas]


^^

5 comentários:

Nara disse...

Eu acho que o melhor esconderijo é o colo de quem se ama...

Marcelo Mayer disse...

na solidão é o melhor momento para nos encontrar.

Franzé Oliveira disse...

O que queremos
É um sonhar colorido
Saudades brandas
Saudade sim
Senão tem
Não vivemos

Bjos minha querida

Driks disse...

As vezes a solidao pode trazer respostas a muitas questoes...to assim...
bjk

Daniel Savio disse...

Nunca somos realmente sozinhos, pois até sozinhos temos os nossos pensamentos para nos acompanhar...

Fique com Deus, menina xara Danni.
Um abraço.