Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

13.12.09

[...]

Um poema cresce inseguramente
na confusão da carne,
sobe ainda sem palavras, só ferocidade e gosto,
talvez como sangue
ou sombra de sangue pelos canais do ser.
Fora existe o mundo.
Fora, a esplêndida violência
ou os bagos de uva de onde nascem
as raízes minúsculas do sol.
Fora, os corpos genuínos e inalteráveis
do nosso amor,
os rios, a grande paz exterior das coisas,
as folhas dormindo o silêncio,
as sementes à beira do vento,
— a hora teatral da posse.
E o poema cresce tomando tudo em seu regaço.
E já nenhum poder destrói o poema.
Insustentável, único,
invade as órbitas, a face amorfa das paredes,
a miséria dos minutos,
a força sustida das coisas,
a redonda e livre harmonia do mundo.
— Embaixo o instrumento perplexo ignora
a espinha do mistério.
— E o poema faz-se contra o tempo e a carne.

[Herberto Helder]

^^

7 comentários:

Marcelo Mayer disse...

um poema se faz da raiva!

Athila Goyaz disse...

Muito belo!

bom fds linda!

Luna Sanchez disse...

É, as palavras transbordam.

=**

ℓυηα

Andresa disse...

Um poema bem realista
gostei
bjs
Andresa

Nara disse...

Como pode ser grande um pequeno poema.

Daniel Savio disse...

A vida é algo complexo, então nada mais justo que o poema complexo que sejamos para narrra-la...

E bela poesia.

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.

Me permita disse...

Olá, minha amiga!

Desculpe por demorar em te visitar e em comentar... Antes de viajar e passar algum tempo sem postar... coloquei umas cinco postagens novas e gostaria de lhe desejar um Feliz Natal e um ano de 2010 maravilhoso e pleno de realizações!

"Mais um ano está chegando ao fim
Iremos à procura de novas realizações
Que o ano que se inicia você realmente...
Ouça as palavras que sempre desejou ouvir
Pronuncie as frases que um dia desejou repetir
Sinta a emoção que sempre esperou sentir
Caminhe pelos trilhos que um dia desejou seguir
Divida o caminho com quem sempre desejou repartir
Abrace todos os amigos que sempre desejou reunir

Que cada vez que seus sonhos seguirem viagem, eles voltem Para uma vida transbordando de realizações

Seja persistente nos seus sonhos
Tenha a Alegria de buscá-los.
E a Felicidade de achá-los!!!"

Obrigado pela tua presença em 2009, e até 2010!!!
Me permita deixar um forte abraço, que ultrapasse o espaço virtual...

;-)