Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

2.11.09

Minhas mãos

.
Minhas mãos não são minhas mãos
são pássaros rasando a tua pele nua
.
.
são voos planados descobrindo céus
imagens loucas de total candura
.
.
.
Minhas mãos somente
inventam barcos e partem à procura
das tuas mãos nas minhas.

[Bernardete Costa]

^^

7 comentários:

Marcelo Mayer disse...

mãos são o cotidiano do prazer

Luna Sanchez disse...

As mãos falam.

Fato.

Beijo, flor.

ℓυηα

Abstrata disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Menina Misteriosa disse...

[suspiros]
Danni,
fiquei sem palavras
me inspirou!
beijos

Menina Misteriosa disse...

[suspiros]
Danni,
fiquei sem palavras
me inspirou!
beijos

Menina Misteriosa disse...

[suspiros]
Danni,
fiquei sem palavras
me inspirou!
beijos

Menina Misteriosa disse...

[suspiros]
Danni,
fiquei sem palavras
me inspirou!
beijos