Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

27.11.09

Hoje é um dia reservado ao veneno
e às pequeninas coisas
teias de aranha filigranas de cólera
restos de pulmão onde corre o marfim
é um dia perfeitamente para cães
alguém deu à manivela para nascer o sol
circular o mau hálito esta cinza nos olhos
alguém que não percebia nada de comércio
lançou no mercado esta ferrugem
hoje não é a mesma coisa
que um búzio para ouvir o coração
não é um dia no seu eixo
não é para pessoas
é um dia ao nível do verniz e dos punhais
e esta noite
uma cratera para boémios
não é uma pátria
não é esta noite que é uma pátria
é um dia a mais ou a menos na alma
como chumbo derretido na garganta
um peixe nos ouvidos
uma zona de lava
hoje é um dia de túneis e alçapões de luxo
com sirenes ao crepúsculo
a trezentos anos do amor a trezentos da morte
a outro dia como este do asfalto e do sangue
hoje não é um dia para fazer a barba
não é um dia para homens
não é para palavras.

[António José Forte]


^^

5 comentários:

Athila Goyaz disse...

Dia de luta!

Bjus

Marcelo Mayer disse...

depressão pós sexo?

Déia disse...

Nossa que forte!!

Tomara que hj passe logo. Pois esse dia ta beem difícil..

Tomara que o amanhã seja da leveza, da alegria, do amor!!!

bjs

e ótimo fds

Nara disse...

Há dias que nem deveriam existir... São pesados.

Beijo

Daniel Savio disse...

Parece um dia negro, mas que tal transformar numa ação melhor?

Fique com Deus, menia xrá Danni.
Um braço.